Archive for junho, 2008

Prévia…

junho 25, 2008

Certe Notti

Luciano Ligabue

Certe notti la macchina è calda
e dove ti porta lo decide lei.
Certe notti la strada non conta
che quello che conta è sentire chi va.
Certe notti la radio che passa Neil Young
sembra avere capito chi sei.
Certe notti somigliano a un vizio,
che tu non vuoi smettere, smettere mai.

Certe notti fai un pò di cagnara,
che sentano che non cambierai più.
Quelle notti fra cosce e zanzare
e nebbia e locali a cui dai del tu.
Certe notti c’hai qualche ferita
che qualche tua amica disinfetterà.
Certe notti coi bar che son chiusi
al primo autogrill c’è chi festeggerà.

E si può restare soli
certe notti qui
che chi s’accontenta gode
così, così
Certe notti sei sveglio
o non sarai sveglio mai
ci vediamo da Mario prima o poi.

Certe notti ti senti padrone di un posto
che tanto di giorno non c’è.
Certe notti se sei fortunato
bussi alla porta di chi è come te.
C’è la notte che ti tiene tra le sue tette
un pò mamma un pò porca com’è.
Quelle notti da farci l’amore
fin quando fa male fin quando ce n’è.

E si può restare soli
certe notti qui
che chi s’accontenta gode
così, così.
Certe notti son notti
e le regaliamo a voi
tanto Mario riapre prima o poi.

Certe notti sei solo
più allegro, più ingordo,
più ingenuo e coglione che puoi.
Quelle notti son proprio quel vizio
che non voglio smettere, smettere mai.

E si può restare soli
certe notti qui
che chi s’accontenta gode
così, così
Certe notti sei sveglio
o non sarai sveglio mai
ci vediamo da Mario prima o poi.

Gustavo Zonta – que adoro ouvir o italiano…

Viajando

junho 11, 2008

Eu quero viajar. Tem muita gente que não se importa com isso e não faz questão nenhuma de andar por ai, mas, para mim, pensar em viajar parece inerente a minha existência. Colocar uma mochila nas costas e sair por ai conhecendo novos lugares, novas pessoas, novas línguas… Isso mexe comigo! Me inquieta… As vezes chega a tirar o meu sono.

Não sei de onde vem essa vontade, pois não conheço ninguém na minha família que tenha se aventurado por aí. Talvez seja “culpa” dos meus amigos, dos livros que eu li ou dos filmes que eu vi. Só sei que vou me esforçar ao máximo para andar por aí, mesmo sabendo que toda essa doce brincadeira custa caro. Isso também depende, principalmente, do que a gente quer da vida, quais são nossas prioridades: uns querem uma bela casa e um carro pra passear, outros sonham em conhecer a Europa, a Ásia, morar em um lugar novo e incerto.

Loucura? Certo? Errado? Não. Essas são apenas formas diferentes de encarar a vida. Cada pessoa deve seguir aquilo que acredita e viver a vida da forma que bem entender, seja em uma casa grande ou com uma mochila nova nas costas. A felicidade têm formas diferentes e cada um sabe o que lhe agrada mais.

A vida que você vai seguir depende das escolhas que você faz, ou vai fazer. Há formas diversas de viver a vida e você é quem sabe. Um exemplo disso é esse Italiano maluco que descobri, enquanto passeava em alguns blogs por ai! Dá uma olhada…

http://www.tripluca.com

Só pra vocês terem uma idéia, esse italiano doido trabalhava em uma empresa de Padova, tinha seus 28 anos e tudo corria tranquilamente. Um belo dia ele achou que tava tudo uma merda, pediu demissão e, junto com um amigo, resolveu se aventurar na Austrália, só por alguns meses. Hoje, o cara está com 35 anos e continua viajando pelo mundo. Dá pra imaginar?! Ele já andou pela Ásia, veio a América do Sul, foi aos Estados Unidos, rodou a Europa. 256 destinos diferentes. E grana pra tudo isso?! Ele paga algumas viagens vendendo os livros que escreve sobre suas aventuras pelo mundo e, pelo que entendi, sempre da um jeito. E assim vai levando a vida.

Como ele mesmo diz: vivo, trabalho, escrevo… viajando!

Viu como da pra viver a vida de várias formas?! Você é quem escolhe.

E ai, prefere uma casa ou uma viagem por ai?!

Gustavo Zonta – que vai viajar o quanto puder e pensa que este é o melhor caminho para o homem se conhecer…